Como usar o densímetro corretamente

O tema do post de hoje é o Densímetro, ou melhor, como usar o densímetro corretamente e também como fazer a correção da sua leitura. Essas são as dúvidas que os nossos amigos Wagner Silva e Rodnei Santos trouxeram para mim.

 

“Como fazer a leitura correta do densímetro” (Wagner Silva)

 

“Como fazer a correção da leitura do densímetro com base na temperatura do mosto?” (Rondei Santos)

 

O densímetro de massa específica, mais conhecido pelos cervejeiros como simplesmente densímetro, é um instrumento essencial para os cervejeiros caseiros, pois é com ele que você vai medir a densidade do seu mosto e normalmente tem graduação entre 1.000 kg/m³ (que é a densidade da água pura) e 1.100 kg/m³.

 

Com ele você vai medir a concentração de açúcares no seu mosto, te possibilitando saber a densidade original (Original Gravity – OG) do seu mosto, como também a atenuação dos açúcares do seu mosto pelas leveduras, medindo densidade final (Final Gravity – FG) ao término da sua fermentação.

densimetro

 

Como usar o densímetro?

ponto_interrogacao

Para você cervejeiro caseiro, não existe mistério para saber como usar o densímetro, pois é uma atividade muito simples.

 

Você vai precisar somente de uma proveta (uma de 250 ml está bom), um termômetro (para medir a temperatura do mosto e depois você vai saber o porquê isso é imprescindível) e uma pequena amostra do seu mosto.

 

Depois de colocar a amostra do seu mosto na proveta, você vai inserir o densímetro dentro da proveta com o mosto e dar um leve giro com a ponta dos seus dedos no densímetro.

 

DICA: Esse giro no densímetro é para que ele não encoste nas paredes da proveta e, assim, você consiga obter a leitura correta de densidade do seu mosto.

 

Lembre-se de medir a temperatura do mosto também quando for fazer a leitura de densidade.

 

Como fazer a leitura de densidade?

 

Para fazer a leitura da densidade do seu mosto, você precisa alinhar os seus olhos com o nível do líquido e ver em qual linha de graduação o líquido está “tocando”. Assim você consegue visualizar a correta densidade.

como usar o densimetro

 

 

DICA: Coloque sempre o seu densímetro em uma superfície plana e de preferência nivelada antes de fazer a leitura. Não tente fazer a leitura segurando a proveta na sua mão, pois as chances de você fazer registrar uma densidade incorreta é considerável.

 

Se você quiser assistir o vídeo no canal do CONCERVEJA no youtube, onde eu coloquei um pedacinho de um vídeo que eu uso em um dos meus treinamentos, mostrando como usar o densímetro corretamente, você pode acessar pelo link abaixo.

 

Corrigindo a leitura conforme a temperatura do mosto

Os densímetros são calibrados na fábrica normalmente à temperatura de 20°C sendo, portanto, necessário fazer a correção da leitura que você mediu, caso a temperatura do seu mosto esteja acima ou abaixo de 20°C. A diferença entre a sua medição e a densidade corrigida pode ser considerável!

Quer ficar sempre atualizado?

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente DICAS sobre o processo de produção cerveja artesanal!

 

Agora que você já sabe como usar o densímetro, para fazer a correção da leitura, você pode usar a tabela abaixo, aplicativos para o seu celular (BrewMath é um exemplo), software cervejeiro Beer Smith ou outros softwares que também fazem essa conversão.

 

Tabela de correção Leitura Densímetro

 

Vou mostra como você faz para utilizar a tabela.

 

Basta você verificar a temperatura do seu mosto, verificar o valor de correção da tabela e somar ao valor da sua leitura. Se você, por exemplo, fazer a medição de uma densidade de 1.050 kg/m³ e a temperatura de 73°C, a sua densidade corrigida será de 1.072kg/m³.

 

Uma sugestão é que você separe pelo menos uma amostra, abaixe a temperatura até 20°C e faça a medição para confirmar que a sua correção da leitura de densidade está correta.

 

Por exemplo, se o seu mosto estiver a 60°C, você vai medir a densidade, fazer a correção usando o aplicativo no seu celular ou software cervejeiro ou ainda a tabela de correção e você vai ter o valor de quanto seria a densidade à 20°C.

 

Então você deixa essa proveta com seu mosto resfriando enquanto você continua o processo da sua brassagem.

 

Quando tiver atingido 20°C você faz novamente a leitura e verifica se ela é igual àquela que você encontrou fazendo a correção. As vezes pode ter algo entre uma ou duas unidades e você consegue corrigir para suas leituras futuras.

 

DICA: Não coloque de volta no seu fermentador o mosto que você utilizou para fazer a medição da densidade, pois você pode ter problemas de contaminação da sua cerveja.

 

CONCLUSÃO: PARA USAR O SEU DENSÍMETRO CORRETAMENTE VOCÊ PRECISA FAZER A CORREÇÃO DA TEMPERATURA.

densimetro na proveta

 

Nesse post você viu como usar o densímetro corretamente e também como corrigir a sua leitura de acordo com a temperatura.

 

O densímetro vai te auxiliar na medição da densidade original (OG) e densidade final (FG) do seu mosto.

 

Para usar o seu densímetro e fazer as medições você vai precisar de:

  • Densímetro;
  • Proveta (pode ser de 250mL);
  • Termômetro; e
  • Uma pequena amostra de mosto.

 

Basta pegar uma amostra, medir a temperatura e inserir o densímetro para fazer a leitura da densidade.

 

Antes de fazer a leitura, lembre-se de colocar a proveta em uma superfície plana e se certificar que o densímetro não está tocando as paredes da proveta.

 

Alinhe seus olhos com o nível do mosto e faça a leitura.

 

Para corrigir a leitura você deve utilizar uma tabela de correção, aplicativo de celular ou software cervejeiro, onde você coloca os dados da leitura de densidade e da temperatura do mosto.

 

Acredito que agora você já esteja confiante e sabendo como usar o seu densímetro corretamente.

 

 

Espero que você tenha gostado do post de hoje e conto com você para ajudar a continuar disseminando o conhecimento cervejeiro por todo o Brasil, compartilhando o post no Facebook clicando AQUI ou enviando esse post para os seus amigos cervejeiros caseiros

 

E nunca é demais lembrar que se você ficou com alguma dúvida ou tem uma sugestão de tema ou de melhoria, deixe seu comentário aqui que eu respondo para você.

 

Uma ótima semana para você e te aguardo na próxima quinta-feira com mais um post sobre a produção de cervejas artesanais!

Quer ficar sempre atualizado?

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente DICAS sobre o processo de produção cerveja artesanal!

5 Comentários


  1. Daniel bom dia, acho que o calculo da correção está errado neste post o correto não seria 1,072 ? Ou fiz alguma confusão.

    Responder

  2. A quantidade da amostra de mosto interfere na medida da dencidade? Se temos uma proveta de 250 ml temos que utilizar todo o volume com a amostra? Obrigado

    Responder

    1. Fala Harley.

      Não pode encher a proveta pois quando você for colocar o densímetro dentro vai transbordar o líquido!
      Algo em torno de 200ml já é suficiente, certo?

      Abraço!!!

      Responder

  3. Hoje existem mini provetas que precisam apenas de 50 ml de mosto, você diria que tem a mesma exatidão da de 250?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.