Como reduzir tempo da brassagem?

Bom dia cervejeiros…

 

Estou aqui novamente para responder a mais uma pergunta da nossa audiência. Dessa vez a pergunta é do Eduardo Henrique Carneiro e ele está preocupado em reduzir o tempo da brassagem dele, como percebemos na pergunta:

 

“Quais ferramentas você utiliza para agilizar o processo de brassagem

 

É uma pergunta muito interessante, afinal quem não quer reduzir o tempo da brassagem, já que o processo de brassagem tradicional é relativamente longo. Não sei vocês, mas eu gastava algo em torno de 6 horas normalmente entre preparo, higienização, brassagem, limpeza e, é claro, para tomar aquela cervejinha para comemorar depois de terminar tudo.

 

Eu falei gastava, pois faz algum tempo que comecei a fazer cerveja no meu apartamento e acabei comprando uma panela elétrica, afinal não é fácil encontrar espaço para fazer cerveja em um apartamento sem acabar entrando em conflito com a esposa (os casados que moram e fazem sua cerveja em apartamento sabe do que eu estou falando, não é mesmo?).

 

Brincadeiras à parte, com uma panela elétrica eu consigo agilizar e reduzir o tempo da brassagem das minhas cervejas, finalizando o processo em cerca de quatro horas e consigo conciliar com meu trabalho, isso para mim é fundamental.

Quer ficar sempre atualizado?

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente DICAS sobre o processo de produção cerveja artesanal!>

Então para a melhor forma de agilizar o seu processo de brassagem e não quiser ocupar muito espaço, eu te aconselho a comprar uma panela elétrica.

 

Mas eu sei que, por diversos motivos, essa opção de usar uma panela elétrica não serve para todos, então eu vou falar aqui como economizar tempo e esforço físico em algumas das etapas do processo de brassagem. Vamos a elas então?

 

MOAGEM

Moagem

Começando pela moagem do malte, a melhor maneira de reduzir o tempo da brassagem é você, quando for comprar o seu malte na loja de insumos (brew shops), comprar o malte já moído. Aqui em Florianópolis em média é cobrado R$ 1,00 a mais por quilo de malte moído.

É importante lembrar que o malte deve ser moído no dia, ou no máximo no dia anterior da brassagem para evitar a oxidação do amido que é exposto pela quebra do grão.

Se você mesmo for moer para agilizar o seu dia de brassagem, faça a moagem no dia anterior. Você vai economizar um bom tempo de trabalho no dia da brassagem.

A última dica em relação à moagem e que vai gerar uma economia do seu esforço físico e tempo também é acoplar uma parafusadeira ou mesmo uma furadeira no lugar da manivela do seu moedor.

 

CLARIFICAÇÃO E FILTRAGEM

clarificação

Nessa etapa ao invés de usar uma jarra e uma escumadeira para recircular e filtrar o mosto, a dica é usar uma bomba elétrica de recirculação contínua, encontrada facilmente nas brewshops, que pode reduzir o tempo da brassagem em cerca de 40 minutos até 1 hora (sem falar no esforço economizado ao não precisar ficar retirando o mosto quente e despejando de volta na panela com auxílio de uma escumadeira diversas vezes).

 

RESFRIAMENTO (WHIRLPOOL)

whirlpool

Após o término da etapa de fervura, iniciamos a etapa de resfriamento e nesta etapa que você fará o whirlpool, que nada mais é que fazer um redemoinho no mosto resultando na formação no centro da panela do trub (partículas mais pesadas que o mosto que decantam no fundo da panela) e redução da turbidez na sua cerveja. Para facilitar seu trabalho, reduzir o tempo da brassagem e o esforço físico, você pode utilizar novamente uma parafusadeira ou furadeira com um misturador de tinta na ponta para gerar o movimento circular do mosto ao invés de usar a pá cervejeira. O resultado será um whirpool de qualidade, mais rápido e com menos esforço.

whirlpool

 

Acredito que esses sejam os principais pontos elementares a serem observados para reduzir o tempo da brassagem e otimizar o processo e que podem facilmente serem executados já na sua próxima brassagem.

 

Lembrando que no nosso canal do youtube (CLIQUE AQUI) eu gravei um vídeo respondendo essa pergunta. Se você quer assistir o video, é só clicar no video abaixo.

 

Lembre-se que se você gostar do conteúdo do vídeo, você pode curtir e compartilhar, pois fazendo isso o youtube compartilhará esse vídeo com mais pessoas e assim você ajuda a difundir a cultura cervejeira e também contribui para que mais pessoas possam acessar esse conteúdo que pode ser muito importante no desenvolvimento de vários cervejeiros.

 

Muito obrigado e continue nos acompanhando diariamente pelo nosso canal do youtube.

 

Abraço e até a próxima semana.

Quer ficar sempre atualizado?

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente DICAS sobre o processo de produção cerveja artesanal!>

14 Comentários


    1. Alex, na verdade a foto é ilustrativa… eu faço o Whirlpool sem Chiller, depois de uns 10 minutos de descanso, introduzo o Chiller..
      Com o de imersão é sempre mais difícil de formar o cone… mas o importante é não levar pro fermentador, se tiver bem sedimentado tá valendo.
      Abraços

      Responder

      1. Obrigado pela resposta Daniel. Mas surgiu outra duvida aqui. Eu introduzo o chiller no mosto uns 15 minutos antes do fim da fervura, para que a propria fervura sanitize. Ao desligar a chama, já inicio o resfriamento. Dessa forma, só faço o whirpool apos retirar o chiller, com o mosto ja resfriado. Tenho conseguido assim um bom conde de trub sedimentado.

        Como vc faz o wirpool antes de por o chiller, fiquei curioso em saber como vc sanitiza o chiller para introduzi-lo no mosto apos o descanso.

        Valeu!

        Responder

  1. Eu consegui agilizar muito minha brassagem no resfriamento. Antes usava um chiller de imersão de 15m. Levava de 30 a 40 minutos para resfriar à 30 graus, + o tempo de transferência para o fermentador. Hoje uso um chiller de contra-fluxo que já transfiro diretamente para o fermentador a 27 graus. O tempo é apenas o tempo da transferência do mosto. Chiller de placas deve agilizar bastante, além de economizar o consumo de água.

    Responder

    1. Ivan, vi como fez o chiller de contra-fluxo e me interessei, porém não entendi como funciona o processo de resfriamento: por onde entra e sai tanto a água quanto o mosto. Se puder explicar melhor. Abraços, Fabrício

      Responder

        1. Ivan, consegui entender como funciona: a cerveja passa por dentro do chiller trocando calor com a água da mangueira. Parabéns pela engenhoca!

          Eu faço diferente e também com muito eficiência: uso um pré chiller num balde com gelo ligado a um chiller de imersão que eu mesmo fiz com 15mt de tubo de alumínio (bem mais eficiente do que vende pronto e 1/3 do preço). Faço o resfriamento de 30L em uns 20min.

          Abraços e obrigado pelo enviou do vídeo.

          Responder

  2. Daniel, outro método que agiliza bastante seria o Brew in a bag? Estou iniciando por este método.
    Abçs,

    Responder

  3. Normalmente eu já faço em 4 horas! E a temperatura aqui na minha região em média é de 30ºC.

    Responder

  4. Daniel, o que é esse misturador de tinta e onde compramos? Se puder também nos explicar melhor como conseguimos adapta-lo na ponta da furadeira. Abraços, Fabricio

    Responder

  5. Ivan, consegui entender como funciona: a cerveja passa por dentro do chiller trocando calor com a água da mangueira. Parabéns pela engenhoca!

    Eu faço diferente e também com muito eficiência: uso um pré chiller num balde com gelo ligado a um chiller de imersão que eu mesmo fiz com 15mt de tubo de alumínio (bem mais eficiente do que vende pronto e 1/3 do preço). Faço o resfriamento de 30L em uns 20min.

    Abraços e obrigado pelo enviou do vídeo.

    Responder

    1. Isso mesmo Fabrício, sempre a água vindo no sentido contrário do mosto.
      Opa que bom que pude ajudar de alguma forma, a troca de informação é sempre boa, abssss.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.