Gosto de papelão na cerveja, Saiba como evitar o defeito da oxidação

Produzir a sua própria cerveja pode ser uma experiência muito agradável, desde que você siga as etapas e os cuidados recomendados para essa produção. 

Porém, nem sempre o resultado sai como o esperado, devido a algum descuido ou erro nessa fabricação. Um dos problemas mais comuns é a cerveja sair com um gosto característico do papelão. 

Mas você sabe o que causa esse aroma e sabor? Quer saber como evitar esses problemas? Então continue a leitura, porque é justamente sobre esses questionamentos que trataremos no artigo de hoje. Confira! 

Como identificar a oxidação em sua cerveja artesanal 

Nosso amigo Almir Cota tem tido esse problema e me pediu ajuda para resolver esse problema. Ele enviou o seguinte comentário: 

“Como consumidor tenho notado que de cada 15 degustações de cerveja, noto que pelo menos 1 vem com o defeito de fábrica, com aquele gosto de papelão. Minha dúvida é: quais os estilos de cerveja mais propícios a ter este defeito e como evitá-lo na produção?” 

Esse é um off flavor (defeito na cerveja), e isso é reflexo de problemas de oxidação da cerveja.

Em outras palavras, qualquer problema que você tiver com o oxigênio na sua cerveja pode gerar oxidação e pode resultar nesse off flavor. 

Para a grande maioria das pessoas, esse efeito remete ao papelão ou papel molhado, entretanto, há quem relate sentir o gosto de pão mofado ou ainda de abacaxi. 

A oxidação da cerveja é provavelmente o problema mais comum encontrado nas cervejas, inclusive as comerciais – aquelas mais conhecidas, chamadas de mainstream

Apesar de algumas pessoas remeterem esse off flavor a um estilo de cerveja específico, não existe um estilo mais propenso a apresentar problemas de oxidação. 

Como eu posso evitar esse problema e não deixar um gosto de papelão? 

Ficar de olho em todo o processo de oxidação pode evitar que sua cerveja fique com esse gosto nada agradável .

Basicamente, para evitar oxidação da cerveja você deve tomar cuidado com a etapa “quente” do seu processo de fabricação, onde o mosto quente está mais propenso a absorver oxigênio. Assim, evite o contato do mosto com o ar o máximo possível, para prevenir esse off-flavor

Mas os cuidados não param por aqui. Veja mais alguns exemplos de como evitar o efeito de oxidação na sua cerveja artesanal: 

● Na mosturação, procure não mexer muito no mosto para a evitar oxigenação excessiva; 

● Na recirculação, despeje o mosto com atenção, sem causar muita agitação na mistura; 

● Na transferência para a panela de fervura, procure não agitar muito o mosto durante essa manobra. 

Ainda assim, você pode estar se perguntando: Será que o problema está necessariamente no processo produtivo? Na verdade, outros fatores também podem causar oxidação da cerveja. Saiba quais são nos tópicos seguintes. 

Oxigenação do mosto e trasfega 

Após a fervura e o resfriamento do mosto, você precisa oxigenar a cerveja para gerar oxigênio livre, de modo que ele seja suficiente para as leveduras realizarem uma boa fermentação.

Bom, depois da cerveja estar fermentada, o ideal é primeiro fazer a trasfega do balde fermentador para um recipiente para maturação, e aí só depois é que se deve transferir essa mistura para outro vasilhame. 

Em seguida, é hora de realizar o priming (preparação) e só e enfim, engarrafar sua cerveja. 

Todavia, nunca é demais alertar que nessas etapas podem ocorrer problemas de oxigenação, resultando na oxidação da cerveja. Por isso, é preciso bastante atenção em cada passo dado, a fim de não perder todo o esforço depositado. 

Recipiente de envase 

Após a oxigenação e a trasfega, é chegado o momento de escolher o recipiente e engarrafar a sua cerveja. 

Aqui, o principal alerta é procurar não deixar um grande espaço entre a cerveja e a tampa; Busque um espaço entre o líquido e a tampa de 2 a 4 centímetros – que em média equivalem a 2 ou 3 dedos. 

Ah! E se você já estiver usando um barril ou um post-mix ao invés de garrafas, certifique-se de remover todo o oxigênio enchendo essas embalagens com CO2 (dióxido de carbono) antes de encher propriamente com a cerveja. 

Temperatura 

É importante também observar a temperatura de armazenamento, pois ela pode resultar em oxidação da cerveja. 

Logo, é essencial que você prefira um armazenamento em temperaturas mais frias, uma vez que no calor, as cervejas se oxidam com mais facilidade. 

Não esqueça também de, preferencialmente, manter as garrafas em pé, para diminuir a superfície de contato do oxigênio. 

Recipiente de armazenamento 

Outro detalhe importante a se observar é se você usa garrafas com tampas metálicas do tipo twist-off para engarrafar sua cerveja. É preciso cautela, pois essas tampas nem sempre vedam completamente a garrafa, podendo resultar também em oxidação. 

É claro que isso não é uma regra, mas o fato é que essas cervejas, sejam artesanais ou comerciais (mainstream), podem ter um pouco de oxigênio e, somado a um

período mais longo de prateleira, podem apresentar problemas de oxidação, como o gosto de papelão, bem como de papel molhado, pão mofado etc. 

A envase é o último processo, por isso é importante que você tome todos os cuidados com a sanitização dos recipientes que vai usar . Divulgação/ concerveja

Recapitulando… 

Se você produziu sua própria cerveja e sentiu um gosto semelhante ao papelão, papel molhado ou a um pão mofado, é bem provável que isso seja devido a problema na fabricação, ou seja um off-flavor, que neste caso é a oxidação. 

Não importa quantas vezes eu repita, nunca será demais: fazer cerveja é simples, mas exige disciplina com todos os passos e um pouco de paciência. 

Para fazer cervejas excelentes, sem off-flavors, às vezes é necessário muita prática e estudos. E nunca é demais acentuar: a cada experiência, positiva ou não, têm-se um aprendizado. 

Por isso, se você não acertar de primeira, não desanime! Se a sua cerveja ficou com gosto de papelão ou qualquer outro off-flavor, agora você já sabe as possíveis causas da oxidação da sua cerveja e com isso, será possível evitar os erros cometidos nas suas próximas produções/brassagens! 

Então, que tal a gente relembrar todas as dicas deste post? Se liga aí: 

✓ Gosto de papelão, papel molhado ou pão mofado é sinônimo de problemas de oxidação da cerveja; 

✓ Não existe estilo de cerveja mais propenso a apresentar problema de oxidação, sejam elas artesanais ou comerciais (mainstream); 

✓ Foque em evitar oxigenação do seu mosto na etapa quente (antes da fervura); 

✓ Após a fervura e resfriamento do mosto, a oxigenação é essencial para uma boa fermentação; 

✓ Deixe de 2 a 4 centímetros entre o líquido e a tampa na hora de engarrafar sua cerveja; 

✓ No barril ou post-mix, remova todo o oxigênio do recipiente, enchendo-o com CO2 antes de inserir a cerveja propriamente; 

✓ Armazene suas cervejas de pé e em temperaturas mais frias; 

✓ Evite usar garrafas com tampa do tipo twist-off, pois elas nem sempre vedam completamente a garrafa.

Cerveja com aroma e sabor agradáveis: faça com que mais pessoas tenha essa experiência inesquecível 

Se você já sentiu aquele gosto de papelão na sua cerveja ou em alguma cerveja que você comprou, muito provavelmente não deseja essa experiência a ninguém. 

Agora que você já sabe o porquê de algumas cervejas terem um gosto característico do papelão, eu espero de verdade que essas dicas tenham sido úteis para que você consiga alcançar uma experiência agradável na sua produção de cerveja artesanal. 

Compartilhar   uma boa cerveja com os amigos é uma ótima dica para aquele happy hour no final de semana .

Você conhece alguém que gostaria de receber essas dicas? 

Gostaria de ajudar mais pessoas a produzirem uma cerveja sem o gosto desagradável gerado pelo off-flavor da oxidação? 

Uma excelente maneira de fazer isso é compartilhando esse post nas suas redes sociais. Ah! Eu também tenho esse mesmo conteúdo em um vídeo no Youtube, basta acessar esse link. 

Para finalizar, eu adoraria saber a sua opinião sobre esse post. 

Um abraço e até a próxima dica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: