beer, beer tankard, beer glass

Cerveja IPA: Saiba tudo sobre esse estilo!

A cerveja IPA é apreciada em todos os lugares do mundo. Seu sabor amargo e forte chama bastante atenção dos apreciadores de cerveja. Conforme esse estilo foi se tornando popular, muitas variações de IPAs surgiram, cada uma com seu toque especial. 

A criação do estilo IPA remonta às navegações inglesas, mas não se sabe quem criou o estilo. A história mais plausível remete a um problema logístico: por ser uma longa viagem da Inglaterra até a Índia, foi necessária uma cerveja com mais lúpulo. 

Embora possa ter cheiro de frutas, ela não leva nenhuma em sua composição. Essa cerveja é lúpulo concentrado do início ao fim. 

Ficou interessado em saber mais sobre a cerveja IPA? Aproveite para ler este artigo até o final! 

A famosa cerveja IPA . Divulgação/concerveja 

O que significa cerveja IPA? 

O estilo da cerveja IPA surgiu por causa da colonização da Índia pelos britânicos. Não era possível para os colonizadores ingleses produzir cerveja de qualidade por lá, e o culpado disso é o clima indiano. A alternativa encontrada foi justamente criar uma cerveja que sobrevivesse a viagem Inglaterra-Índia e ainda mantivesse o sabor.

Devemos lembrar que a Índia ficou sob domínio britânico entre 1858 e 1947. Nesse período, uma viagem da Inglaterra até a Índia levava cerca de 6 meses. Quase nenhum produto perecível sobrevivia à jornada. 

Quando o assunto é IPA, estamos falando de cervejas com bastante lúpulo, uma boa dose de aroma e, claro, sabor refrescante. Em contraste com as cervejas comuns do século XIX, as IPA eram — e são — verdadeiras joias. É por isso que foram tidas como “fácil de beber” mesmo contanto com amargor e quantidade de álcool elevados. 

Outra marca registrada das IPA é sua cor característica. Elas nunca terão cor diferente de cobre ou amarelo-dourado. 

Além disso, a quantidade de álcool de uma IPA típica varia de 5,5% até 7,5%. No entanto, algumas IPA especiais podem conter menos álcool (5%) ou uma quantidade enorme desse ingrediente (13%). 

Qual a história da cerveja IPA? 

A lenda sobre o desenvolvimento da cerveja IPA diz respeito às navegações inglesas. Na época, o pessoal precisava de cervejas que durassem a viagem toda sem estragar. Uma forma de contornar o problema foi adicionar bastante lúpulo e álcool na bebida. 

A saber, o lúpulo é um ingrediente que pode ser usado como conservante. Embora seja um fato científico, o desenvolvimento das IPA ainda é um pouco incerto. 

A razão disso é que as cervejas eram vendidas sem rótulos e demais informações, ou seja, eram comercializadas igual aos demais produtos para consumo. Não existem registros precisos de sua origem. 

No entanto, é sabido que a Hodgson ficou famosa pela grande quantidade de cervejas vendidas na Índia, a partir de 1790. Embora o domínio britânico sobre a Índia tenha ocorrido em 1858, houveram outras campanhas de exploração por lá, como a Companhia das Índias Orientais (1757 – 1858). 

Outro fato interessante é que a técnica da IPA não era novidade na Inglaterra. De fato, adicionar lúpulo às cervejas para torná-las mais duradouras já era conhecido, e uma prova disso é a fabricação da October Ale — que passam por longos períodos de maturação em adegas. O surgimento da IPA, portanto, foi apenas uma aplicação desse conhecimento. 

Qual o sabor de uma cerveja IPA? 

A cerveja IPA possui um estilo cervejeiro que  na produção precisa de uma quantidade significativa  de lúpulo. Divulgação/concerveja 

A cerveja IPA, por causa de sua imensa quantidade de lúpulo na composição, tem um sabor amargo bastante marcante quando comparada às demais cervejas.

É comum que degustadores iniciantes se sintam intimidados pelo seu sabor. Não tem jeito: ela é amarga em todos os sentidos. Até mesmo o caramelo em sua composição está em doses reduzidas — é só um detalhe no sabor e no aroma, mesmo. 

Mas é importante destacar que o sabor de lúpulo é bastante especial. Em alguns casos, ele pode lembrar frutas cítricas, como laranja, maracujá e até manga. É por isto que as IPA são fascinantes: é uma explosão de sabores em um só copo de cerveja. 

Em algumas ocasiões, o cervejeiro pode acrescentar resinas e flores à composição. Aliás, até mesmo mais de um tipo de lúpulo pode compor a cerveja IPA. Tudo isso altera bastante o sabor final da bebida sem, no entanto, alterar sua característica principal: o amargor 

Existe apenas um tipo de cerveja IPA? 

De forma alguma! 

Existem vários tipos de IPA espalhados por aí. Alguns são mais populares do que outros, mas todos têm suas características únicas. 

    Existem vários tipos de estilo da cerveja IPA . Divulgação/concerveja 

Conforme a receita da IPA se tornou popular, vários mestres cervejeiros resolveram criar variações dessa cerveja. Dessa forma, surgiram composições únicas e especiais da mesma bebida. Se você gosta de cerveja, com certeza existe uma composição ideal para seu paladar. 

Além disso, como foi dito no tópico anterior, diferentes tipos de lúpulos resultam em diferentes sabores, o que possibilita, portanto, infinitas combinações. 

Veja as mais populares. 

English IPA 

A Inglaterra é a casa das IPA e, claro, possui um estilo próprio dessa cerveja. 

As chamadas English IPA são as receitas mais antigas que existem, sendo as mesmas utilizadas nas navegações inglesas com destino à Índia. 

Quando comparadas com as americanas, vemos que nas IPA inglesas o lúpulo vem em menor quantidade, o que interfere em seu sabor e aroma. Porém, por causa do malte acentuado, ela mantém um bom equilíbrio entre estes dois ingredientes. 

São, portanto, cervejas bastante balanceadas. 

American IPA

Por causa do magnífico lúpulo americano, a American IPA é bastante famosa no mundo todo. No entanto, ela não é muito conhecida aqui, no Brasil, embora esteja sempre na lista dos degustadores de cerveja. 

Há dois tipos de American IPA: as chamadas East Coast e as West Coast. Mas, de maneira geral, o aspecto mais marcante é seu sabor amargo e aroma rebuscado — caracterizado por seu lúpulo. 

Imperial IPA 

Agora vamos falar de uma cerveja que não é para amadores: a Imperial IPA. De fato, a dose de lúpulo é exagerada, assim como o teor alcoólico. Ela também é conhecida como Double IPA em alguns lugares. 

A cor dessa cerveja é mais escura que o normal, e ela pode apresentar até 13% de álcool em sua receita. Com certeza não é indicada para pessoas com paladar frágil. 

Red IPA 

A Red IPA não está muito presente no mercado brasileiro, mas ela com certeza é uma cerveja que deve ser degustada quando a oportunidade aparecer. 

Aliás, a apreciação da bebida acontece antes mesmo de colocá-la na boca. Sua cor rubi é muito atraente, assim como seu aroma delicado. 

Uma característica dessa cerveja é seu sabor caramelo, mas que mantém o tom de uma IPA convencional. A razão disso é o uso de maltes da American Amber Ale em sua composição. 

Session IPA 

A Session IPA representa o completo oposto das Imperial IPA. Em suma, são feitas para serem consumidas em alta quantidade, por isso, o teor alcoólico é “baixo” — na casa dos 5%. 

Além disso, elas são feitas para explorar o aroma do lúpulo, sem que um forte amargor seja sentido. Você pode beber algumas dessas cervejas e não ficar bêbado — ao contrário da Imperial IPA. 

Conclusão 

Embora não saibamos quem criou esse estilo, a cerveja IPA nasceu na Inglaterra, mas se tornou uma bebida muito melhor nos EUA por causa do lúpulo. O sabor amargo e o aroma delicioso são as marcas de uma IPA, mas eles podem mudar bastante de acordo com os ingredientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: