beer, varieties, different types of

6 Passos fundamentais antes de inscrever a sua cerveja caseira em um Concurso!

Ganhar uma medalha em um concurso de cerveja caseira é o sonho de todo cervejeiro, não é verdade? A preparação para esse momento começa antes da inscrição da cerveja no concurso. Você precisa garantir que tudo saia como o planejado. 

Na euforia de participar de um evento desses — ainda mais se for os primeiros da carreira —, muitos cervejeiros acabam não prestando atenção a coisas básicas como, por exemplo, a categoria de sua cerveja artesanal. 

Outro erro preocupante diz respeito ao estilo da cerveja. Os estilos aceitos variam bastante de acordo com cada concurso de cervejas caseiras. Alguns deles aceitam apenas um estilo; outros, dois ou três; há ainda aqueles que contam com estilo livre. 

Por último, aproveite para ler as regras do concurso com bastante atenção. Lembre-se que qualquer coisa vale ponto nesses eventos. Assim, pequenos descuidos podem sair caro para sua classificação. 

Vamos aos detalhes! 

Inscrever cerveja caseira em concurso e suas especificações . Divulgação/ concerveja 

1. Conheça os estilos de cerveja e suas características

Existem muitos estilos de cerveja por aí, e a sua deve se encaixar em algum deles. Aliás, é importante que, além de se encaixar, também tenha as características clássicas de cada estilo. A pontuação de seu produto é com base no estilo ao qual ele pertence. 

Tomaremos como base o regulamento do IX Concurso Brasileiro de Cervejas 2021. No documento, no tópico “8. Estilos aceitos”, podemos ver que são 154 estilo de cervejas permitidas neste concurso. 

Cada um deles possui métricas de qualidade distintas, as quais servem para determinar a pontuação final de sua cerveja. 

O ideal é conhecer pelo menos alguns deles. Aliás, é interessante compreender o que torna cada estilo único. Esse conhecimento, mesmo que apenas de alguns estilos, pode ajudar em seu amadurecimento como cervejeiro. 

Precisamos chama a atenção para um detalhe: o concurso citado aqui não é para cervejas caseiras, mas sim comerciais. Porém, muitas regras contidas lá são genéricas, ou seja, valem tanto para cervejas comerciais quanto caseiras. 

  Existem  vários e diferentes tipos de cerveja, e cada um possui características peculiares. Divulgação/ concerveja 

2. Cuide para identificar sua cerveja caseira corretamente 

Um dos maiores desastres que pode acontecer é colocar sua cerveja caseira na categoria errada. Já imaginou uma IPA sendo avaliada como uma Weiss? Com certeza a nota não será muito legal — nem a experiência do evento como um todo, diga-se de passagem. 

Uma forma de identificar sua cerveja é procurar a ajuda de especialistas no assunto. Além disso, você pode usar o guia Beer Judge Certification Program (BJCP) para fazer o trabalho por conta. No entanto, muitas cervejas são diferentes por conta de alguns detalhes muito sutis, e por isso a tarefa pode se tornar bastante desafiadora. 

Aproveite para dar uma olhadinha no BJCP de 2015 (conteúdo em português). 

3. Faça uma descrição sensorial acurada de sua cerveja caseira 

Sua cerveja caseira deve ser saborosa em todos os sentidos — literalmente! 

Porém, não adianta falar de sensações ou percepções que ela não tem. Os juízes são treinados para sentir e apreciar todos os aspectos de sua cerveja. Eles com certeza vão notar se você descreveu algo que não existe — e vão te punir por isso. 

Sua cerveja será avaliada nas seguintes métricas:

● Aroma: Aqui temos todas as sensações percebidas pelo olfato. Descreva todos os detalhes que podem ser percebidos em sua cerveja caseira. 

● Aparência: A coloração, texturas e espuma são características importantes. A claridade da cerveja também vale pontos. 

● Sabor: Reconhecidamente é o que mais vale pontos — em alguns casos, pode pesar mais de 50% da nota final. O objetivo é medir sua habilidade no uso de maltes e lúpulos. 

● Paladar: Essa métrica diz respeito a como sua cerveja é sentida pelo paladar. Ou seja, descreve se é cremosa ou adstringente, assim como demais sensações percebidas enquanto a cerveja é degustada. 

● Sabores adicionais: Alguns estilos contam com adição de sabores em sua composição. Os pontos metem sua habilidade em usar os ingredientes. 

Lembre-se de ser verdadeiro e acurado em sua descrição. 

4. Aprenda a empacotar bem sua cerveja 

Mesmo que não tenha nada a ver com a qualidade de sua cerveja, saber empacotar e enviar seu produto é fundamental na maioria dos concursos. Se suas amostras chegarem atrasadas ou algumas quebrarem durante a viagem, suas chances de vencer podem ser drasticamente reduzidas. 

Essa é uma das partes mais importantes, então faça com bastante atenção . Divulgação/ concerveja 

Veja um passo a passo para empacotar bem sua cerveja caseira: 

1. Escolha uma caixa resistente e de material adequado para o peso das garrafas; 2. Envolva cada garrafa em plástico bolha para diminuir o atrito; 3. Coloque no máximo 3 garrafas em cada pacote; 

4. Preencha os espaços do pacote a fim de evitar chacoalhadas bruscas durante o translado. Isopor, palha e até mesmo jornal são materiais ótimos para isso; 

5. Coloque o pacote com as bebidas dentro de uma caixa maior. Faça o mesmo preenchimento descrito no item anterior; 

6. Passe fita adesiva em qualquer parte que possa vir a abrir; 

7. Prontinho, suas cervejas estão preparadas para a viagem!

5. Mantenha a higiene de seus equipamentos cervejeiros 

A limpeza e a organização dos seus equipamentos, produtos e ingredientes cervejeiros devem ser checados constantemente . Divulgação/ concerveja 

Como ficou claro ao longo deste artigo, as características de sua cerveja, principalmente o sabor, são métricas valiosas na hora de receber (ou perder) pontos em um concurso de cerveja caseira. 

Os equipamentos cervejeiros afetam bastante as características de sua cerveja. Dessa forma, ela pode perder posições na colocação final exatamente por odores ou sabores um pouco fora do esperado. É aí que saber limpar e desinfetar certinho seu material de trabalho se torna uma prática fundamental antes do concurso. 

O primeiro passo é limpar muito bem todos os seus equipamentos. Após os deixar limpos como novos, você pode usar álcool 70% para sanitizar todas as peças. Além disso, o uso de biofor também é bastante recomendado em tudo que contiver alumínio. 

Essas dicas farão com que sua cerveja caseira esteja em ótimas condições para disputar o concurso! 

6. Leia as regras da competição 

Embora a maioria das regras de concursos para cervejas comerciais sejam bastante parecidas, isso não é verdade para as cervejas caseiras. Portanto, tire um tempo para ler cuidadosamente todas as regras da competição da qual fará parte. Isso impede que você perca ponto — ou até seja desclassificado — por bobeira. 

Se você seguir todos esses passos direitinho, sua cerveja caseira com certeza ficará bem colocada em qualquer concurso que entrar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: